«

»

Ganimedes: a maior lua do sistema solar visível em detalhe

Ganimedes: a maior lua do sistema solar foi fotografada pela sonda Galileo

Ganimedes: a maior lua do sistema solar foi fotografada pela sonda Galileo

Como se parece a maior lua do Sistema Solar?

Ganimedes, maior em tamanho que o planeta Mercúrio [1] e que o planeta-anão Plutão, este satélite natural gigante tem uma superfície repleta de crateras jovens e brilhantes sobrepondo uma mistura de crateras antigas e escuras em um solo riscado de cânions e sulcos. Ganimedes possui 2,5% da massa da Terra em uma densidade média de 1,936 g/cm³.

As lua galileanas e a ressonância de Laplace: Ganimedes leva 4 vezes mais tempo que Io para dar uma volta em Júpiter. Europa leva o dobro do tempo do Io.

As lua galileanas e a ressonância de Laplace: Ganimedes leva 4 vezes mais tempo que Io para dar uma volta em Júpiter. Europa leva o dobro do tempo do Io.

Como a nossa Lua, Ganimedes tem uma órbita sincrônica e mantém sempre a mesma face voltada para o seu planeta hospedeiro: Júpiter. Devido a ressonância de Laplace, Ganimedes, Europa e Io mantém uma relação 4:2:1 em relação ao seu período orbital, ilustrada na animação à direita.

Nesta imagem histórica vemos um mosaico detalhado obtido quando a espaçonave Galileo orbitou Júpiter entre 1995 a 2003. Aqui, as cores desta lua que tem o tamanho de um planeta foram enriquecidas para realçar os contrastes em sua superfície acidentada.

As sombras na cor violeta que se estendem a partir dos pólos norte e sul (topo e base na foto) são causadas provavelmente pelas partículas congeladas nas regiões polares de Ganimedes.

Missões futuras destinadas a Júpiter têm sido propostas para explorar tanto Europa quanto Ganimedes visando observar oceanos subterrâneos que podem hospedar elementos importantes para suportar a suportar a presença da vida.

Nota

[1] O tamanho de Ganimedes pode impressionar se comparado com o planeta Mercúrio, mas devemos nos lembrar que Mercúrio é muito mais denso que Ganimedes e por isso, embora menor, Mercúrio é mais massivo. Mercúrio tem 5,5% da massa da Terra e Ganimedes 2,5%.

Fontes:

APOD: Ganymede Enhanced – Crédito: Galileo Project, DLR, JPL, NASA

NASA Photojournal: PIA01666: Ganymede’s Trailing Hemisphere

Galileo has successful flyby of Ganymede during eclipse

5 comentários

4 menções

Pular para o formulário de comentário

  1. andreia

    planetas

  2. Marlio

    o mais bacana é que com um telescópio não muito sofisticado é possível vê-las!! dá um pouco de trabalho no começo mas vale a pena!!!!

  3. dennis luiz oliveira barbosa

    é muito interesante esse negócio de luas

  4. Gildemar Jesus nascimento

    Ver essas luas e esses planetas é uma viagem espetacular, é viajar a mundos estranhos totalmente desconhecidos.
    Parece um sonho.

  5. lauana kemyle lima reis

    esses planetas são muito interesantes são muito legais e demais gostei

  1. Kepler descobre 26 novos exoplanetas em 11 sistemas extrasolares « O Universo – Eternos Aprendizes

    […] em nosso Sistema Solar é o período orbital que ocorre entre os satélites Io, Europa e Ganimedes, de Júpiter, que possuem uma ressonância de 1:2:4 entre si, ou seja, para cada uma órbita feita […]

  2. Comportamento orbital de Titã pode sugerir a presença de vasto oceano sob a superfície da maior lua de Saturno? « O Universo – Eternos Aprendizes

    […] dos anéis’ e seus intrigantes satélites. Titã, a maior lua de Saturno e que disputa com Ganimedes (lua de Júpiter) o título de maio lua do Sistema Solar, tem sido um alvo particular de atenção […]

  3. Métodos propostos para detecção de exoluas « Eternos Aprendizes

    […] as exoluas que têm dimensões máximas comparáveis com as luas existentes no Sistema Solar, como Ganimedes (Júpiter) e Titã (Saturno), até mesmo o telescópio espacial Kepler, projetado especificamente […]

  4. Vamos descobrir em breve uma exolua tal como a lua Pandora do filme Avatar? « Eternos Aprendizes

    […] cósmica e da perigosa radiação de seu planeta hospedeiro, que poderiam erodir sua atmosfera. “Ganimedes é a maior lua do Sistema Solar e possui uma magnetosfera”, lembrou Kaltnegger […]

Deixe uma resposta