«

»

set 17

M31: SWIFT mostra a galáxia de Andrômeda em Ultravioleta

A imagem abaixo, capturada pelo satélite SWIFT da NASA representa a melhor visão em alta resolução já feita da galáxia de Andrômeda (M31) nas freqüências da faixa do espetro em ultravioleta.

http://apod.nasa.gov/apod/image/0909/Swift_M31_large_UV70p.jpg

Andrômeda em Ultravioleta capturada pela lente UVOT do SWIFT. Crédito: NASA/SWIFT/Stefan Immler (GSFC) e Erin Grand (UMCP)

Visão ótica de Andrômeda tomada usando um telescópio terrestre. Crédito: Bill Schoening, Vanessa Harvey/REU program/NOAO/AURA/NSF

Visão ótica de Andrômeda via telescópio terrestre. Crédito: Bill Schoening, Vanessa Harvey/REU program/NOAO/AURA/NSF

Este mosaico em UV cobre uma região de aproximadamente 200.000 anos-luz de largura e foi o resultado do trabalho realizado entre 25 de maio e 26 de julho de 2008 pelo telescópio orbital SWIFT que capturou 330 imagens da galáxia M31 (Andrômeda) através do seu dispositivo UVOT (Ultraviolet/Optical Telescope), nos comprimentos de onda de 192,8, 224,6 e 260 nanômetros.

20.000 fontes quentes reveladas

O mosaico mostra cerca de 20.000 fontes quentes, dominadas por estrelas jovens e  massivas, além dos densos aglomerados estelares que irradiam fortemente na energética luz ultravioleta. Stefan Immler, cientista do time do SWIFT do Goddard Space Flight Center informou que “O importante aqui é que cobrimos a galáxia usando três diferentes filtros de ultravioleta. Tal técnica irá permitir estudar os processos de formação estelar da M31 em bem maiores detalhes que anteriormente”.

Sabemos que Andrômeda é a galáxia espiral mais próxima da nossa galáxia, a Via Láctea, tem um diâmetro de 220.000 anos-luz e reside a uma distância de cerca de 2,5 milhões de anos-luz da Terra.

Telescópio orbital SWIFT

Telescópio orbital SWIFT

Normalmente o observatório orbital SWIFT está olhando para o Universo distante para capturar explosões energéticas. Excepcionalmente ele foi alocado para dedicar seu tempo em dar uma longa olhada (tempo total de exposição do mosaico: 24 horas) com seus olhos de ultravioleta na galáxia de Andrômeda (M31).

Outras galáxias serão observadas em ultravioleta

SWIFT está pesquisando outras galáxias próximas como a M31 para que os astrônomos obtenham um melhor entendimento das condições de formação estelar e associá-las com os fenômenos que ocorrem em galáxias distantes, onde presenciamos as explosões de raios-gama”, disse Neil Gehrels, o líder da missão. Desde que o SWIFT foi lançado em novembro de 2005, o satélite já detectou mais de 400 explosões de raios-gama (GRBgamma-ray burst), que são as massivas explosões cósmicas, em geral associadas aos nascimentos de buracos negros.

Para mais detalhes sobre essa imagem veja a página da NASA. Há também a palestra de Stefan Immler sobre esta imagem.

Fontes e referências:

Universe Today: Best Ever View of Andromeda in Ultraviolet por Nancy Atkinson

NASA: Swift Makes Best-ever Ultraviolet Portrait of Andromeda Galaxy

[Podcast] Swift Sees Andromeda in a New Light com Stefan Immler

APOD: Ultraviolet Andromeda – Crédito: Ultravioleta – NASA/SWIFT/Stefan Immler (GSFC) e Erin Grand (UMCP); Ótico – Bill Schoening, Vanessa Harvey/REU program/NOAO/AURA/NSF.

2 comentários

5 menções

  1. natalia

    olá..parabéns pelo site, eh muitooo interessante, passo horas lendo seus textos.
    encontrei um link em uma comunidade, que fala mais uma vez sobre aquelas previsoes sobre o fim do mundo, vc ja postou alguma coisa sobre isso aqui? pois eu procurei e nao encontrei..de qlqr forma, ai ta a dica e se souber se isso realmente eh verdade, ficarei grata pela resposta..

    1. ROCA

      Natália,
      O asteróide 2002 NT7 foi analisado, suas chances de choque são nulas hoje e está classificado com ZERO na escala de Torino.

      Confira aqui:
      http://www.google.com.br/cse?cx=partner-pub-9711605398157901%3A5uz5x5-9uyz&ie=ISO-8859-1&q=2002+NT7&sa=Pesquisar

      Grato pelo aviso e feed-back.
      ROCA

  1. M31: mosaico da galáxia de Andrômeda por Robert Gendler » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] Embora Andrômeda seja uma galáxia relativamente próxima se compararmos com as demais galáxias desse porte no Universo, há mistérios ainda não revelados em Andrômeda: […]

  2. GALEX revela os anéis de ultravioleta da galáxia de Andrômeda (M31) » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] nesta visão do GALEX em ultravioleta, os braços espirais se parecem mais com anéis. Esta visão através do ultravioleta é dominada pela energética radiação emanada pelas estrelas massivas, jovens e […]

  3. Dupla de astrônomos sugere que as Nuvens de Magalhães são galáxias roubadas de Andrômeda pela Via Láctea « O Universo – Eternos Aprendizes

    […] de massa devem ser muito bem modelados para se estimar com precisão seus percursos. Além disso, a Galáxia de Andrômeda está em constante movimento e naturalmente estaria em outra posição da que é vista […]

  4. Perseguindo a Eternidade | Teoria da Conspiração

    […] – a nossa galáxia –, e nossa galáxia inteira vai de encontro a Andrômeda [2], e todas as galáxias se movem em torno de conglomerados inimagináveis aos mortais […]

  5. Tweets that mention I'm at Toni's house (Constelação de Andromeda) -- Topsy.com

    […] This post was mentioned on Twitter by Toni Lopes Rodrigues, Toni Lopes Rodrigues. Toni Lopes Rodrigues said: @tantotupiassu I'm at Toni's house (Constelação de Andromeda) http://migre.me/3hQMs […]

Deixe uma resposta