Arquivo por mês: setembro de 2009

set 30

A presença de água foi confirmada na Lua? Como extraí-la?

A excelente notícia aqui é que a presença de água foi confirmada na superfície da Lua. É claro que não foi encontrado nenhum lago lunar, mas o instrumento Moon Mineralogy Mapper a bordo do Chandrayaan-1 lunar orbiter da Índia informou sobre partes da superfície lunar que absorvem uma cor especifica a qual se associa exclusivamente …

Continue lendo »

set 29

LRO: local de pouso da Apollo 11 foi revelado com mais nitidez pela câmera LROC, um mês depois

Um mês depois da primeira imagem feita pela câmera LROC da sonda robótica lunar LRO do local de pouso da Apollo 11 a LRO passou novamente pela área e conseguiu imagens mais detalhadas deste local histórico. Agora o Sol estava 28º de inclinação no céu lunar, gerando sombras menores e trazendo brilho e diferenças sutis …

Continue lendo »

set 28

Seth Shostak do SETI comenta sobre outras maneiras de se procurar sinais de inteligência extraterrestre

Dr. Seth Shostak, cientista líder do programa SETI (Search for Extra Terrestrial Inteligence) de busca por sinais de inteligência extraterrestre, dá aqui o seu depoimento sobre outras estranhas maneiras de se procurar pela inteligência extraterrestre que chegam a ele como propostas ou sugestões alternativas aos processos de procura realizados pelo SETI (radioastronomia e sinais de …

Continue lendo »

set 27

Galáxias em Guerra: M81 contra M82 fotografadas por Rainer Zmaritsch e Alexander Gross

Nesta foto, à esquerda, com seus braços espirais azuis vemos a galáxia M81. À direita, marcada pelo gás avermelhado e nuvens de poeira cósmica a galáxia irregular M82 se destaca. Esta visão apaixonante desta dança cósmica mostra as duas belas galáxias amarradas entre si em um combate gravitacional, que prossegue há bilhões de anos. A …

Continue lendo »

set 26

LH 95: Hubble mostra berçário estelar na galáxia vizinha Grande Nuvem de Magalhães

Como é que as estrelas nascem? Para entender mais sobre este processo caótico e complexo os astrônomos usaram o Hubble Space Telescope para obter uma visão com detalhes da região de formação estelar LH 95 na nossa galáxia satélite vizinha Grande Nuvem de Magalhães (LMC – Large Magellanic Cloud). Normalmente apenas as estrelas mais brilhantes, …

Continue lendo »

set 25

NGC 4945: uma prima não muito distante da Via Láctea

O ESO lançou uma nova imagem surpreendente da NGC 4945, uma galáxia espiral próxima, que muitos astrônomos julgam ter forte semelhança com a nossa galáxia, a Via Láctea. Embora vista de perfil, as observações sugerem que a NGC 4945 é uma galáxia espiral com braços espirais luminosos e a região central em forma de barra. …

Continue lendo »

set 23

M16: ESO mostra uma águia de proporções cósmicas

M16: Situada a cerca de 7.000 anos-luz de distância, na direção da Constelação da Serpente, conhecida popularmente como a Nebulosa da Águia é um berçário estelar brilhante, uma região de gás e poeira onde há uma pletora de estrelas em formação e um enxame de estrelas jovens, quentes (NGC 6611) e de grande massa. A …

Continue lendo »

set 22

Ganimedes: a maior lua do sistema solar visível em detalhes

Como se parece a maior lua do Sistema Solar? Ganimedes, maior em tamanho que o planeta Mercúrio [1] e que o planeta-anão Plutão, este satélite natural gigante tem uma superfície repleta de crateras jovens e brilhantes sobrepondo uma mistura de crateras antigas e escuras em um solo riscado de cânions e sulcos. Ganimedes possui 2,5% da …

Continue lendo »

set 21

ESO: o projeto GigaGalaxy Zoom libera uma fantástica visão do centro da Via Láctea

Este mosaico que apresenta uma extensão de 34º × 20º dos céus exibe um exemplo de imagens que são observadas normalmente pelos astrônomos amadores em todo o mundo. No entanto, sua beleza intrínseca deve-se tanto à qualidade do local de observação quanto à perícia do famoso fotógrafo Stéphane Guisard, engenheiro francês que trabalha no ESO …

Continue lendo »

set 20

Raio de Schwarzschild de um Buraco Negro: o que significa isso?

Um Buraco Negro é uma singularidade gravitacional, um objeto onde a gravidade é tão poderosa que nada, nem mesmo a luz (e a radiação) consegue escapar dele. Assim estes objetos são chamados de buracos negros porque eles próprios não emitem radiação. Se você tomar qualquer objeto e comprimi-lo ao máximo chegará a um ponto em …

Continue lendo »

Posts mais antigos «