«

»

jul 14

O telescópio Kepler começa sua missão de caça dos exoplanetas similares a Terra

Imagem mostra o campo de visão do Kepler na Via Láctea, entre as constelações de Cygnus e Lyra. Crédito: Carter Roberts

Imagem mostra o campo de visão do Kepler na Via Láctea, entre as constelações de Cygnus e Lyra. Crédito: Carter Roberts

O telescópio Kepler da NASA começou a caça de exoplanetas similares a Terra na Via Láctea. A missão foi lançada em 06 de março de 2009, a partir da base da NASA no Cabo Canaveral, EUA. O observatório espacial Kepler passará os próximos três anos e meio vasculhando em mais de 100.000 estrelas buscando por sinais que indicam a presença de exoplanetas. O telescópio orbital Kepler tem a capacidade singular de conseguir detectar exoplanetas tão pequenos quanto a Terra orbitando estrelas semelhantes ao Sol dentro da zona de habitação destas estrelas: distâncias onde as temperaturas são amenas o suficiente para a existência de lagos e oceanos.

Esta imagem da missão Kepler mostra o campo de visão total do telescópio: uma área rica em estrelas nas constelações de Cygnus e Lira. O aglomerado estelar NGC 6791 e uma estrela com exoplaneta conhecido, a TrES-2, estão destacadas na imagem. O aglomerado tem 8 bilhões de anos de idade e dista 13.000 anos-luz da Terra. Ele é classificado como ‘aglomerado-aberto’ pois suas estrelas estão fracamente ligadas pela gravidade e começaram a se espalhar. TrES-2 é um planeta do tipo ‘Júpiter-quente’ que cruza em frente de sua estrela hospedeira (trânsito) a cada 2,5 dias. O telescópio orbital Kepler tem a capacidade de buscar por exoplanetas em trânsito com dimensões similares a da Terra.

Esta imagem da missão Kepler mostra o campo de visão total do telescópio: uma área rica em estrelas nas constelações de Cygnus e Lira. O aglomerado estelar NGC 6791 e uma estrela com exoplaneta conhecido, a TrES-2, estão destacadas na imagem. O aglomerado tem 8 bilhões de anos de idade e dista 13.000 anos-luz da Terra. Ele é classificado como ‘aglomerado-aberto’ pois suas estrelas estão fracamente ligadas pela gravidade e começaram a se espalhar. TrES-2 é um planeta do tipo ‘Júpiter-quente’ que cruza em frente de sua estrela hospedeira (trânsito) a cada 2,5 dias. O telescópio orbital Kepler tem a capacidade de buscar por exoplanetas em trânsito com dimensões similares a da Terra.

A caça já começou?

Regiões alvo do Kepler na Via Láctea. Crédito: John Lomberg

 

“Agora é que começa a diversão,” disse William Borucki, principal cientista do projeto Kepler, do Centro de Pesquisa Ames, em Moffett Field, Califórnia, EUA. “Todos nós estamos ansiosos por começar a estudar os dados e a descobrir exoplanetas.”

Os cientistas e engenheiros passaram os meses de março, abril e maio de 2009 realizando tarefas para diagnosticar e a calibrar o telescópio Kepler. Recolheram-se dados com o objetivo de caracterizar a capacidade de obtenção de imagens, bem como o nível de ruído nas medições eletrônicas. Os cientistas construíram a lista de alvos para o começo da busca planetária, e esta informação foi enviada para o telescópio.

“O Kepler está pronto para observar repetidamente as mesmas estrelas durante vários anos para que possa medir com precisão as mais ligeiras mudanças nos seus brilhos provocados por exoplanetas.” O telescópio espacial Kepler irá tentar identificar exoplanetas ao captar diminuições periódicas no brilho das estrelas, eventos que ocorrem quando exoplanetas em órbita passam em frente de suas estrelas e bloqueiam parcialmente sua luz.

Concepção artística do Observatório Espacial Kepler da NASA

Concepção artística do Observatório Espacial Kepler da NASA

É esperado que as primeiras descobertas da missão sejam de exoplanetas gigantes-gasosos (como Júpiter) e que diversos deles estejam orbitando bem próximo de suas estrelas. Este tipo de exoplaneta é comumente categorizado com o rótulo de ‘Júpiter-quente’. Tais descobertas serão anunciadas em breve, já no próximo ano.

Onde está o Kepler agora?

Em 07 de julho a NASA reportou que o Kepler em 04 de julho já está a 12,5 milhões de quilômetros da Terra e após passar por um pequeno problema em seus sistemas no dia 02, tendo entrado em ‘modo de operação seguro’. A operação do Kepler voltou ao normal no dia 03, voltando a sua missão de coleta de informações científicas.

Fontes e Referências:

NASA (comunicado de imprensa): Let the Planet Hunt Begin
PHYSORG.com: Let the Planet Hunt Begin

._._.

5 comentários

12 menções

Pular para o formulário de comentário

  1. Stela

    As descobertas terráqueas andam a passos lentos… Muitos manipulam para que a VERDADE não prospere! Tolos… não podem impedir a EVOLUÇÃO.

  2. Rubens

    Os seres interplanetários podem existir , porém navegar na imensidão do espaço é outra coisa. 1 milhão de ano luz é quase nada e vidas são breves .

  3. João da Quinta da Canoa

    Muito obrigado. Respondi uma pergunta num site de perguntas e respostas e usei o link deste site. Muito bom. Obrigado.

    João da Quinta da Canoa.

  4. jayme

    fantástico esse telescópio. sei que em breve iremos testemunhar o fato que existem tanto quanto planetas habitáveis como o nosso como a pessoas nesse planeta e esse dia está próximo.

    1. ROCA

      Estima-se que em 2 a 3 anos teremos boas notícias de descobertas do Kepler.

  1. Zona Habitável na Galáxia, o que significa isso? » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] O telescópio Kepler começa sua missão de caça dos exoplanetas similares a Terra […]

  2. Gliese 1214 b: Astrônomos Encontram Super Terra com Atmosfera Densa, Inóspita e Coração Gelado « O Universo – Eternos Aprendizes

    […] mini-eclipse, o planeta bloqueia uma pequena parte da luz da estrela, tornando-a menos brilhante. A missão Kepler da NASA utiliza igualmente os trânsitos para procurar planetas do tamanho da Terra em órbita de […]

  3. 25% dos sóis podem ter exoplanetas como a Terra? « O Universo – Eternos Aprendizes

    […] acordo com as estatísticas, Howard e Marcy (um dos membros da missão Kepler da NASA está rastreando 156.000 estrelas fracas para pesquisar possíveis trânsitos […]

  4. Programa Kepler informa sobre 706 estrelas candidatas a hospedar exoplanetas « Eternos Aprendizes

    […] interessantes sugeridos para leitura: HAT-P-7b: primeiro exoplaneta analisado pela missão Kepler! O telescópio Kepler começa sua missão de caça dos exoplanetas similares a Terra 61 Virginis b: descoberta a primeira Super Terra orbitando estrela similar ao Sol! 08 de março de […]

  5. Blog de Astronomia do astroPT » Podem os planetas similares a Terra estar repletos de carbono?

    […] nos é familiar: outro planeta como a Terra, um rosto hospitaleiro em um Cosmos altamente hostil. O observatório espacial Kepler, que foi lançado em março de 2009 é atualmente o melhor instrumento para descobrir planetas […]

  6. Podem os planetas similares a Terra estar repletos de carbono? « Eternos Aprendizes

    […] nos é familiar: outro planeta como a Terra, um rosto hospitaleiro em um Cosmos altamente hostil. O observatório espacial Kepler, que foi lançado em março de 2009 é atualmente o melhor instrumento para descobrir planetas […]

  7. Blog de Astronomia do astroPT » Podem as Super Terras serem superiores para hospedar a vida?

    […] de busca por exoplanetas como a do telescópio orbital Kepler, lançado em 2009, poderia ajudar aos astrônomos a encontrar muitos planetas-tipo-Terra nos […]

  8. Podem as Super Terras serem superiores para hospedar a vida? « Eternos Aprendizes

    […] de busca por exoplanetas como a do telescópio orbital Kepler, lançado em 2009, poderia ajudar aos astrônomos a encontrar muitos planetas-tipo-Terra nos […]

  9. Como usar o observatório espacial Kepler para descobrir exoluas habitáveis? « Eternos Aprendizes

    […] trabalhado intensivamente nestas questões com relação ao observatório espacial recém lançado Kepler. Kipping alega notáveis conclusões de seu recente estudo: a existência de um exoplaneta do […]

  10. Seth Shostak do SETI comenta sobre outras maneiras de se procurar sinais de inteligência extraterrestre « Eternos Aprendizes

    […] suas estrelas, Arnold opinou que os alienígenas poderiam nos sinalizar de uma forma simples que o Kepler – ou outro observatório similar – poderia encontrar facilmente. Um sinal que sempre estaria […]

  11. Cientistas provam que CoRoT-7b é o primeiro planeta rochoso como a Terra já encontrado « Eternos Aprendizes

    […] a descoberta deste exoplaneta é um sinal promissor. Os observatórios espaciais CoRoT da ESA e Kepler da NASA estão ambos a caça da descoberta de novos […]

  12. Estarão as civilizações galácticas em ilhas isoladas de um vasto oceano interestelar? « Eternos Aprendizes

    […] O telescópio Kepler começa sua missão de caça dos exoplanetas similares a Terra […]

Deixe uma resposta