«

»

mar 03

Asteróide 2009 DD45 passou de raspão pela Terra nesta segunda-feira

Asteróide 2009 FH passou também bem perto na quarta-feira, 18 de março de 2009

Animação mostra o 2009 DD45 - Crédito: Robert McNaught

Animação mostra o 2009 DD45 – Crédito: Robert McNaught

Um asteróide Apollo de tamanho 30% menor do que explodiu na floresta de Tunguska na Sibéria em 1908 passou de raspão pela Terra hoje, segunda-feira, 02 de março de 2009, 13:44 UTC. A seguir apresentaremos mais imagens, gráficos, vídeos e informações interessantes sobre esse evento.

Em 18 de março outro asteróide similar (2009 FH) também passou bem perto da Terra, 12:07 UTC, conforme relatório atualizado da spaceweather.com.

O asteróide visitante, denominado 2009 DD45 passou apenas a 72.000 km acima da superfície terrestre, a  uma velocidade de 20 km por segundo. Essa distãncia é menor que 1/5 (um quinto) da distância até a Lua e apenas o dobro da distância em que orbitam os satélites geoestacionários. O risco de futuro impacto com esse objeto ainda não foi estimado. O objeto foi detectado no sábado pelos membros do Siding Spring Survey, o programa de procura por objetos próximos a Terra (NEOs) baseado na Austrália. Baseado no seu brilho estimou-se entre 20 e 50 metros o diâmetro do asteróide, segundo Timothy Spahr do International Astronomical Union’s Minor Planet Center. Em 16 de março o time do MIT informou que o 2009 DD45 tem o diâmetro calculado de 19 m,  menor que as estimativas iniciais. Tal tamanho é 30% menor que o do objeto de 30 metros de diâmetro que explodiu sobre a floresta de Tunguska, criando uma explosão poderosa que queimou 200 km² de floresta e aplainou 2.150 km² quadrados das árvores, conforme podemos ver na foto abaixo:

A floresta siberiana foi aplainada pela explosão em Tunguska 1908

A floresta siberiana foi aplainada pela explosão em Tunguska 1908

Boas notícias: o pessoal do MIT estimou também que caso o DD45 caísse sobre a Terra o impacto seria bem menor que o evento Tunguska pois com ‘apenas’ 19 m de diâmetro este objeto seria destruído e vaporizado na alta atmosfera e apenas pequenos pedaços dele chegariam ao solo, ou seja, veríamos apenas um belo risco de luz nos céus.

2009-dd45-03-de-marco-de-2009

Trajetória do asteróide 2009 DD45 mostrando sua órbita em torno do Sol

Visto com antecedência

Astronômos esperam conseguir uma análise apurada das características do DD45 observando seu espectro infravermelho para estimar quanto a rocha reflete a luz. Através da modelagem da órbita do DD45 nos próximos dias os astrônomos também esperam ter um maior conhecimento do nível de perigo que o asteróide oferece para a Terra nos próximos 100 anos, conforme afirmou Spahr a New Scientist. DD45 orbita o Sol a cada 1,5 anos.

Cerca 6.100 objetos foram descobertos dentro de um raio de 1,3 UA (unidades astronômicas) [ 194,5 milhões de km ] da Terra. Destes, 1.067 estão classificados até 25/07/2009 (a lista cresce diariamente) como potencialmente perigosos (PHA – potentialty hazardous asteroids), pois podem passar a uma distância inferior a 0,05 UA [ 7.480.000 km ] da Terra. O asteróide 2009 DD45, que passou a apenas 0,000482 UA [ 72.106 km ] da Terra, é um destes objetos perigosos que têm sido monitorados pelos astrônomos nos diversos programas de proteção:

O asteróide 2009 DD45 não foi o objeto que passou mais perto e errou o alvo nos últimos anos. Esse título pertence ao meteoróide 2004 FU162, com 6 metros de diâmetro (o que não representaria um grave perigo pois seria vaporizado pelo atrito atmosférico), que passou a 0,000086 UA [ 12.865 km ] do centro da Terra [ ≈6.400 km da superfície terrestre ] em 31 de março de 2004,  abaixo das órbitas dos satélites GPS [ ≈20.200 km ] e dos satélites geoestacionários [ ≈36.000 km ]. Veja a lista dos objetos que passaram bem perto da Terra aqui: Closest Approaches to the Earth by Minor Planets.

ATENÇÃO: Em 18 de março (12:07 UT) o asteróide 2009 FH também passou de raspão pela Terra a uma distância de apenas 0,000568 UA [ 84.972 km ], conforme previsto no programa NEO, e noticiado em 18 de março na spaceweather.com.

Asteróide 2009 FH fotografado por Eric Allen no Observatoire du Cégep de Trois-Rivières, Champlain, Quebec, Canada. Magnitude 14, 00h50 UT, 18 de março de 2009

Asteróide 2009 FH fotografado por Eric Allen no Observatoire du Cégep de Trois-Rivières, Champlain, Quebec, Canada. Magnitude 14, 00h50 UT, 18 de março de 2009

Na tabela abaixo temos a lista dos asteróides visitantes em março de 2009 [atualizada até 18 de março]

Asteróide*
Dia (UT) em
Março de 2009
Distância Mínima (LD)
Magnitude aparente
Tamanho (metros)
2009 DS43
1
6,9 LD
18
32 m
2009 DD45
2
0,2 LD
11
19 m
2009 DN4
3
8,1 LD
21
27 m
2009 EA
4
7,4 LD
19
24 m
2009 EW
6
0,9 LD
16
23 m
161989 Cacus
7
70,5 LD
16
1,7 km
2009 EH1
8
1,6 LD
18
12 m
2009 ET
9
9,5 LD
21
15 m
2009 DV43
10
8,5 LD
18
80 m
2009 EU
11
3,5 LD
18
21 m
1998 OR2
12
69,8 LD
14
3,3 km
2009 DR3
14
7,2 LD
16
225 m
2009 FH
18
0,2 LD
14
21 m

Notas:

LD quer dizer “Distância Lunar”. 1 LD = 384.401 km, a distância entre a Terra e a Lua. 1 LD = 0,00256 UA.

Magnitude aparente é a magnitude aparente (ou visual) do asteróide na data da aproximação máxima.

Há razões para ficarmos preocupados?

Certamente a resposta é NÃO. Considerando a escala de Torino que é um índice risco de colisão (probabilidade e impacto) que varia de 0 a 10 (zero a dez) somente há um único asteróide com grau 1 (normal), o  2007 VK184. Todos os demais objetos tem grau 0 (risco = zero – chance de colisão é nula ou o tamanho do objeto é pequeno e será vaporizado se cair na Terra). O asteróide 2007 VK184 vai passar perto da Terra dentro de 39 anos, em 03/06/2048, seu diâmetro é 130 m e ficará a distância de ‘apenas’ 4.880 km (76% do raio da Terra) da superfície terrestre. A chance de impacto é de 1/2.940, ou seja, é baixa.

O grau 1 da escala de Torino é considerado ‘normal’ e significa: o objeto que irá passar perto da Terra e não possui nível alarmante de perigo. Os cálculos atuais mostram que a chance de colisão é extremamente improvável e não deverá ser objeto de preocupação por parte do público. Novas observações da trajetória irão provavelmente recategorizá-lo no nível 0 – zero (não há perigo).

Você pode até achar que o número de asteróides perigosos tem aumentado… Não é bem assim, na verdade, comentou o Phd astrofísico Ian O’Neill na Universe Today em 17 de março, “o que está ocorrendo é que a capacidade de detecção de objetos perigosos tem aumentado consideravelmente nos últimos anos” (e isso é um boa notícia 🙂 ).

Fontes e referências:

MIT news: Near miss, but no threat – Asteroid in close pass was smaller than thought, astronomer shows por David Chandler, MIT News Office

National Geographic: Surprise Asteroid Buzzed Earth Monday

Cosmos Magazime: Tunguska-size rock gives Earth close shave

www.spaceweather.com – 02/03/2009

www.spaceweather.com – 18/03/2009 (2009 FH)

New Scientist: Tunguska-sized space rock buzzes Earth por Rachel Courtland

NASA: dados do 2009 DD45

NASA: dados do 2009 FH

Universe Today:

CNN: Asteroid passes close to Earth

BBC NEWS: Space rock makes close approach

Terra: Asteróide com cerca de 30 m passa próximo à Terra

Veja.com: Asteróide passa perto da Terra

sapo.pt: Asteróide passou perto da Terra

Scientific American:

Discover – Phil Plait – Bad Astronomy: …asteroid will pass earth monday!

Yahoo Respostas: O que é um PHA? Qual a definição do que é um PHA e qual o critério vigente? Quantos PHAs estão atualmente identificados?

._._.

10 comentários

5 menções

Pular para o formulário de comentário

  1. PATRICIA

    REALMENTE É UMA ÓTIMA IDÉIA DE CHAMAR O BRUCE WILLS E SUA EQUIPE ELE SALVOU DIREITINHO O MUNDO EM ARMAGEDON

  2. ROCA

    A Globo não é um canal de TV de divulgação científica como o Discovery Channel, o National Geographic ou até mesmo o History Channel.

    Assim, não devemos confiar em tudo que a Globo divulga sem antes julgar e consultar as diversas outras fontes mais confiáveis que lidam com ciências, tais como Scientific American, revista Nature, revista Science, Universe Today, Science Daily, Space.com, Spaceweather.com, Cosmos magazine, Astroengine, APOD, Discover magazine, The Register e outros canais de informação sérios. Justamente por isso eu relacionei links para esses competentes canais de divulgação científica na barra à direita dessa página.

    Consulte-os!

  3. kleytsonguerreiro

    muito boa a postagem, esclareceu o que, realmente, aconteceu…

  4. Paulo Ranieri Burneiko

    ISSO FOI NO DIA 1 DE MARÇO DE 2009, E ÓBVIO QUE A TV GLOBO NÃO IRIA DAR UMA NOTICIA DESSE TIPO SENDO QUE JUSTO NO DIA QUE O ASTERÓIDE FOI DESCOBERTO ELA FALAVA QUE TUDO ERA MENTIRA.
    INFELIZMENTE AQUI NO BRASIL, SÓ É VERDADE SE A GLOBO FALAR QUE É.

  5. Paulo Ranieri Burneiko

    SEGUNDO A TV GLOBO ISSO NÃO EXISTE É SÓ INVENÇÃO DA INTERNET, TANTO É QUE DURANTE O PROGRAMA FANTÁSTICO NO INFORMATIVO SOBRE FUTEBOL, O APRESENTADOR FUTEBOLISTICO CITOU O ASSUNTO “2012” E FALOU COM UM TOM DE DESCASO “ESSE NEGÓCIO DE COMETA BATER NA TERRA EM 2012 É PURA MENTIRA, POIS NÃO TEM NENHUM PRÓXIMO E TODOS SÃO CONHECIDOS”, TANTO É QUE SÓ A TV BANDEIRANTES É QUE NOTICIOU O FATO.

    1. ROCA

      Nós somos avisados a todo momento sobre o que está acontencendo. Existem vários grupos em todo o mundo que se esforçam em monitorar esses objetos perigosos (hoje, 05/03 são 1035).

      A Spaceweather.com, diariamente, publica a “lista do mês”, com todos os asteróides visitantes (que passam próximos da Terra). Quem quer saber, acompanha.

      A tabela tem o título: Near-Earth Asteroids e tem um link para cada um dos objetos com relatório completo, com dados atualizados e até uma simulação gráfica de sua órbita.

      A lista de hoje, que vai de 01 de março a 14 de março fala dos seguintes asteróides (sugiro clicar em alguns deles para ver a excelente qualidade da informação):

      2009 DS43, 2009 DD45, 2009 DN4, 2009 EA, 2009 EW, 161989 Cacus, 2009 EH1, 2009 DV43, 2009 EU, 1998 OR2, 2009 DR3

      Não consigo vislumbrar maior transparência que isso… a informação está lá para quem se interessa…

  6. marco

    Gostei muito das informações pois a TV não deu muitas noticias…….

  7. Bruno

    Bem interessante.
    O que mais me assustou foi saber que o asteróide 2009 DD45 só foi indentificado 2 dias antes de sua aproximação!
    O que aconteceu para isso ocorrer, já que outros asteróides são localizados e indentificados com m uito mais tempo de atecedência?
    Qualquer coisa, a gente chama o Bruce Willian com sua equipe para nos salvar!

  8. brnim

    pelo amor de Deus quando for cair um asteróide me avise…..

    e mande dizer a NASA eles tão desesforçado…

  9. Antonio

    Gostei muito desta matéria,
    Obrigado !!!

  1. 2009 HC82: Novo asteróide recém descoberto deixa astrônomos intrigados » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] Asteróide 2009 DD45 passou de raspão pela Terra nesta segunda-feira [atualizado] […]

  2. 2010 AL30 passou perto da Terra. Asteróide ou lixo espacial? « Eternos Aprendizes

    […] que deixou alguns observadores questionando se o mesmo se tratava de  lixo espacial foi apenas mais um pequeno asteróide que passou raspando a Terra como o 2009 DD45, sem danos, na […]

  3. Explosão de asteróide sobre a Indonésia foi analisada pelos cientistas « Eternos Aprendizes

    […] se discute qual seria a estratégia de defesa contra asteróides ameaçadores, uma dramática explosão sobre a Indonésia demonstra o quão cegos nos encontramos em relação […]

  4. A Terra pode receber impacto similar ao de Júpiter? « Eternos Aprendizes

    […] intervalo médio é de cerca de 700 anos, e para 30 metros, calculamos em 140 anos aproximadamente, mas quando se chega a este tamanho [ou inferior ] não se espera mais que traga danos no terreno, uma vez que eles se queimam na atmosfera quando têm aproximadamente 25 metros de diâmetro ou […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!