«

»

dez 13

Vapor d’água detectado em exoplaneta

Os cientistas encontraram claras evidências de que existe vapor d’água na atmosfera de planetas quentes gigantes orbitando outras estrelas.

'Júpiter Quente' orbitando a estrela HD 189733 - Crédito: D Aguilar

‘Júpiter Quente’ orbitando a estrela HD 189733 – Crédito: D Aguilar

 

Estes grandes exoplanetas gasosos têm massas similares ou maiores que a de Júpiter (o qual tem aproximadamente 317,8 vezes a massa da Terra). Muitos deles orbitam muito próximos de suas estrelas-mãe, assim eles são abrasadoramente quentes.

Uma equipe de astrônomos usou o Telescópio Espacial Spitzer da NASA para examinar o espectro de um desses exoplanetas, o HD 189733b, buscando uma assinatura reveladora da existência de vapor d’água. A água é um requisito chave para a vida tal como a conhecemos, embora o exoplaneta HD 189733b (que dista aproximadamente 65 anos-luz da Terra) seja demasiado quente para ser habitável.

Primeiro mapa de um planeta extrasolar, capturado pelo Spitzer.

Os modelos da atmosfera destes planetas conhecidos como Júpiter quentes têm previsto que deveria estar presente uma abundância de vapor d-água na atmosfera desses planetas gigantes, mas as observações recentes falharam ao tentar encontrar provas concludentes da presença da molécula da água na atmosfera de HD 189733b, segundo afirmou o astrônomo Drake Deming do Goddard Space Flight Center da NASA em Greenbelt, Maryland. Deming não estava envolvido nessa nova pesquisa.

Em abril de 2007 um estudo informou ter encontrado provas sólidas da presença de vapor d-água na atmosfera de um mundo chamado HD 209458b usando os dados do Telescópio Espacial Hubble. Deming disse que este trabalho “era uma boa evidência”, mas que “muita gente [da comunidade científica] tinha dúvidas e não pensavam que fossem inquestionáveis”.

O novo trabalho mediu o espectro do sistema estrela/planeta antes, durante e depois da ocultação regular do planeta atrás de sua estrela, permitindo que os astrônomos analisassem o espectro do planeta. Assim nele encontraram “um sinal inquestionável de vapor d-água na atmosfera do exoplaneta em trânsito mais brilhante detectado até o momento”, escreveu Deming no editorial que acompanha a publicação na revista Nature.

 Apurar a técnica para a detecção de água é um passo fundamental na direção da busca de planetas similares à Terra que tenham água e outras moléculas associadas a vida, disse Deming.

No mês passado, outro grupo de astrônomos anunciou que haviam detectado dióxido de carbono na atmosfera de HD 189733b. O dióxido de carbono (CO²) é um dos quatro compostos químicos que pode gerar a vida, dessa forma o CO² é também uma molécula chave para buscar-se na procura de vida fora de nosso planeta.

Referências e Fontes:

Space.com: Water Vapor Detected on Distant Planet

1 menção

  1. Nova técnica para detectar exoplanetas tipo Terra a partir de observatórios terrestres « Eternos Aprendizes

    […] da NASA, no Havaí, para identificar um tipo de molécula orgânica na atmosfera do exoplaneta HD 189733b, do tamanho de Júpiter, situado a cerca de 63 anos-luz de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!