Arquivo por mês: dezembro de 2008

dez 31

Os quatro sóis do sistema HD 98800

Os astrônomos usaram a capacidade do Spitzer de ver em infravermelho para estudar um disco de poeira cósmica que envolve um par de estrelas no sistema quádruplo HD 98800. Tais tipos de discos são indícios da presença potencial de planetas extrasolares. Ao invés de um singelo, suave e contínuo disco de poeira o sistema HD 98800 apresenta hiatos que poderão ser causadas pela interação gravitacional entre as quatro estrelas. Esses hiatos, contudo, podem indicar a presença de planetas em formação cavando trilhas no disco de poeira.

dez 30

NGC 6543 – a Nebulosa Olho de Gato é capturada pela visão de raios-X do telescópio Chandra

Olhando para nós através do espaço interestelar, vemos nessas imagens a charmosa nebulosa Olho de Gato (NGC 6543) que dista 3.000 anos-luz da Terra. Trata-se de uma das mais famosas e complexas nebulosas planetárias. O olho de gato tem mais de meio ano-luz de diâmetro e representa, na verdade, o final glorioso de uma fase no ciclo de vida de uma estrela similar ao Sol.

dez 27

Novo modelo cosmológico tenta dar novas pistas sobre o Big-Bang e o Universo inflacionário

A comunidade científica em geral pensa que todo e qualquer traço do que havia antes do Big-Bang foi apagado, ou seja, não pode ser medido, detectado ou observado. Agora, um grupo de astrofísicos acredita que interpretando vestígios dos estágios iniciais do Universo poderão trazer-nos algumas pistas sobre isso. Marc Kamionkowski, do Caltech (California University of Technology), EUA, declarou que “Não é mais uma completa loucura perguntar-se ‘o que aconteceu antes do Big-Bang'”. Kamionkowski liderou um time que propôs um modelo matemático explicando uma anomalia na teoria da distribuição uniforme da radiação e matéria. Esse estudo foi detalhado no jornal cientifico Physical Review D.

dez 23

Estudo independente confirma: o destino do Universo é controlado pela Energia Escura

http://chandra.harvard.edu/photo/2008/darkenergy/

Há 10 anos atrás o estudo das supernovas tipo Ia distantes originou a descoberta da energia escura que é considerada a responsável pela expansão acelerada do Universo. Agora, os cientistas confirmam a existência dessa misteriosa e repulsiva força, usando uma linha independente de experimentos e medições. As novas descobertas fornecem novas e consistentes provas para a teoria geral da relatividade estabelecida por Einstein e suportam a idéia que a energia escura é uma propriedade intrínseca e imutável do vácuo cósmico. Pela primeira vez, os astrônomos observaram claramente os efeitos da energia escura nos objetos colapsados mais massivos do Universo (os aglomerados de galáxias), usando o Observatório Chandra de raios-X da NASA. Rastreando como a energia tem impulsionado o crescimento dos aglomerados de galáxias e combinando isto com os estudos anteriores, os cientistas conseguiram as melhores evidências até o momento do que é a energia escura e qual é o real destino do Universo.

dez 22

Vênus observado sob a ótica do ultravioleta e do infravermelho

Aos olhos humanos, Vênus não passa de um discreto ponto amarelo. Mas olhando-o nas freqüências de luz ultravioletas e infravermelhas, o planeta gêmeo da Terra ganha vida. Novas imagens obtidas a partir de instrumentos a bordo da nave da ESA, Venus Express, revelam a atmosfera turbulenta do planeta. Com a Venus Express, é possível comparar …

Continue lendo »

dez 21

Os exoplanetas habitáveis podem ser classificados em quatro tipos, quais são?

A origem da vida e a capacidade de sustentação da mesma (habitabilidade) em outros mundos são dois dos maiores mistérios que a Ciência enfrenta hoje. Muitas pesquisas têm sido dedicadas a estes temas, mas ainda permanecem várias lacunas a serem preenchidas com respostas definitivas. Um exemplo disso é Jan Hendrik Bredehöft da Open University no …

Continue lendo »

dez 19

NGC 6745 – Galáxias em colisão formam o desenho de uma cabeça de pássaro

As galáxias em geral não têm uma aparência como a da NGC 6745. Essa galáxia ímpar mostra na realidade o resultado de duas galáxias em colisão há centenas de milhões de anos.

dez 13

Vapor d’água detectado em exoplaneta

Os cientistas encontraram claras evidências de que existe vapor d’água na atmosfera de planetas quentes gigantes orbitando outras estrelas.

Estes grandes exoplanetas gasosos têm massas similares ou maiores que a de Júpiter (o qual tem aproximadamente 317,8 vezes a massa da Terra). Muitos deles orbitam muito próximos de suas estrelas-mãe, assim eles são abrasadoramente quentes.

dez 13

Buraco Negro no centro da Via-Láctea teve sua presença comprovada

Há muito tempo desconfiamos que no centro da nossa galáxia, a Via-Láctea, há um buraco-negro supermassivo. Esse objeto, antes considerado uma tese controversa, agora se transformou em uma sólida certeza baseada em 16 anos de observações que mapearam as órbitas de 28 estrelas nas vizinhanças do centro galáctico.

dez 07

Steven R. Majewski fala da influência das galáxias satélites anãs na formação da Via-Láctea

Steven R. Majewski fala da influência das galáxias satélites anãs na formação da Via-Láctea
“Um grande número de galáxias satélites podem ser escuras” (Steven R. Majewski)

Posts mais antigos «

error: Esse blog é protegido!